World Institute of Retired Scientists
WIRS

 


Zero Hora - 02/DEC/99 - P. 57
Projeto leva aposentados a lecionar

Pesquisadores internacionais aposentados, com tempo disponível e dáecadas de conhecimento acumulado, constituirão o corpo dsicente de um programa de pós-graduação de alto nível.
O projeto é idealizado pelo iraniano residente no Brasil Farhang Sefidvash, do Departamento de engenharia Nuclear da Universidade Federal do Rio Grande do Sul(UFRGS).


Sefidvash já criou um núcleo inicial, chamado Centro de Pesquisa Sobre Governança Global, que reúne virtualmente 1,5 mil pesquisadores de 92 países. Eles contribuem com artigos para um banco de idéias, que propõe soluções para problemas ambientais, econômicos ou relacionados a atividades nucleares, paz e direitos humanos.
- Agora, queremos tranformar em ação a idéia do Centro de Pesquisadores Aposentados, que teria como finalidade aproveitar o conheciamento de cientistas que já não estão na ativa, mas detém muito conheciemnto - explica Sefidvash.
O centro deverá se instalar em Gramado, na serra gaúcha, onde está em negociação a doação de um terreno. A idéia do centro foi premiada pelo Banco de Idéias Globais (http://www.glabalideas-bank.org), da Inglaterra, com o prêmio de Inovação nas Ciências Sociais de 1999.

Serviço
Informações pelo telefone (51) 3316-3554 ou pelo endereço eletrônico farahng@vortex.ufrgs.br.




The Scientist 15[14]:15, Jul. 9, 2001
http://www.the-scientist.com/yr2001/jul/maher_p15_010709.html

NEWS

New Institute for Retired Scientists

You're never too old to talk science. A newly formed society seeks to help retired scientists continue to collaborate, deliberate, and network even after they've left the laboratory. Called the World Institute of Retired Scientists (WIRS), the society was first proposed by Farhang Frank Sefidvash of Brazil's Federal University of Rio Grande do Sul in 1999.
In May of 2000, he established the institute's basic infrastructure and secured start-up funds from the Brazilian government. The WIRS, which is affiliated with the Research Centre for Global Governance, a Brazilian think tank, officially opened up to the public in early June, though plans are still very preliminary. Interested researchers from all fields are invited to apply for membership at www.rcgg.ufrgs.br/wirs/ --retired scientists will be considered members, scientists planning to retire within 10 years will be associate members. Membership is free, but donations are welcome.
Sefidvash, a professor of nuclear engineering, tells The Scientist via email that he hopes the WIRS will be especially useful in transferring the knowledge and experience of retired scientists in industrialized countries to scientists in developing countries. If all goes as planned, WIRS will have modules in different countries, each with three to nine scientists--though organizers have not yet gotten commitments from other countries regarding their participation. "This is the cheapest way to transfer knowledge, " Sefidvash comments. "The retired scientists do not receive money for their services and the expenses are only airplane ticket and hotel accommodations." Influenced by the idea of WIRS, the National Research Council of Canada has already started providing office space and resources to retired scientists called "guest workers."

Eugene Russo
erusso@the-scientist.com

 

Zero Hora - 24/JAN/02 - P.38
Instituto reúne cientistas aposentados

Por Andrei Neto
Reunir o conhecimento de experientes cientistas de todas as áreas já foi desejo de enciclopedistas franceses como Voltaire, Montesquieu e Diderot, no século 18.
Agora é sonho de professores de universidades gaúchas, que criaram na Capital o Instituto Mundial dos Cientistas Aposentados (WIRS).

O World Institute of Retired Scientists (WIRS) é um projeto criado na Universidade federal do rio Grande do Sul (UFRGS). A iniciativa foi premiada em 1999 pelo Institute for Social Innovation (Instituto para Inovaçào Social), com sede na Inglaterra. O motivo: reunir professores e cientistas aposentados em torno da divulgação do conhecimento às novas gerações.
O objetivo do WIRS foi traçado há alguns anos pelo atual coordenador do Departamento de Engenharia Nuclear da UFRGS, Farhang Sefidvash: trazer ao Brasil cientistas eminentes, muitos contemplados com o Prêmio Nobel, para conviver com pesquisadores, professores, estudantes de pós-graduação, empresários e interessados em seminários e palestras.
- Nos países do Terceiro Mundo, não há ambiente científico para a pesquisa. Muitas vezes, não há ninguém para interagir e evoluir no mesmo campo de conhecimento. Ao viajar ao Exterior, gasta-se muito e não se recebe a atenção necessária - argumenta Farhang.
Estruturado em 2000, o WIRS oferecerá aos cientistas espaços de uso comum, com escritório e serviços de secretariado, além de moradias, alimentação, assistência médica, transporte e custeio de pequenas despesas. Parte dos gastos deverá ser financiada pela fundação de Amparo à Pesquisa do Rio Grande do Sul (FAPERGS) e por instituições de apoio à ciência como o Conselho Nacional de Pesquisa Científica e Tecnológica (CNPq).
O estímulo aos intelectuais será a realização pessoal, na opinião de Arno Müller, engenehiro, professor aposentado da UFRGS, atualmente na ULBRA e colaborador do WIRS.
-Trata-se de uma espécie de escola socrática. O pesquisador passará horas divulgando seu conhecimento para alunos por meio de uma proposta sem similar no mundo - entusiasma-se.
O modelo já tem sua reprodução autorizada no Canadá, onde pesquisadores também demostraram interesse em um WIRS. No Brasil, o período de estadia de cada cientista será variável, segundo o projeto, entre alguns dias - no caso de seminários - até a permanência definitiva no país.
Até o momento, o maior passo para sedimentar a entidade é a realização do congresso Globalização e Energia Nuclear, previsto para 17 e 23 de Fevereiro, no Hotel laje de Pedra, em Canela. para o Módulo I da série já confirmaram presença professores dos Estados Unidos, da Rússia e da Suíça.

Serviço
Informações sobr o instituto e no seminário podem ser obtidas no site http://www.rcgg.ufrgs.br/wirs.



GESTÃO C&T
Informação e Comunicação para os Sistemas Estaduais de C&T Brasília, semana de 11 a 17 de fevereiro de 2002 - Nº 100 - Ano 2
http://www.gestaoct.org.br/eletronico/jornais/numero100.htm

UFRGS consolida Instituto Mundial de Cientistas Aposentados A Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) está consolidando o Instituto Mundial de Cientistas Aposentados (Wirs), uma idéia que visa instituir a cultura de convivência de cientistas estrangeiros, em fase de aposentadoria, com pesquisadores, professores, estudantes de pós-graduação e empresários brasileiros. "Ainda não temos uma sede específica para o Wirs, tudo funciona aqui mesmo na universidade. O primeiro módulo do projeto será realizado no próximo dia 23 de fevereiro, quando cientistas da Índia, Rússia, Suécia e Estados Unidos, juntamente com nacionais, se reunirão, na cidade de Canela (RS), para debater o tema "Globalização e Energia Nuclear", informa o professor Farhang Sefidvash, idealizador do Projeto. Farhang argumenta que "nos países em fase de desenvolvimento, como o Brasil, não há ambiente científico para a pesquisa e quando se viaja para fora do País os gastos são muito altos e, muitas vezes, não se recebe a atenção necessária. Ao constatar esta problemática fui em busca de uma solução". A intenção, segundo Farhang, é que, quando o projeto se consolidar, o Wirs tenha uma sede para abrigar cientistas estrangeiros que venham passar maiores temporadas no País. Os interessados em mais informações sobre o projeto podem acessar o sítio Internet www.rcgg.urfgs.br/wirs ou entrar em contato pelo e-mail wirs@ufrgs.br.


estadao.com.br
Quarta-feira, 13 de março de 2002 - 09h59

ciência e meio ambiente
agenda

Globalização Globalização e Novos Paradigmas é o novo curso de extensão disponível para interessados no Departamento de Engenharia Nuclear da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre. O curso será ministrado por Farhang Sefidvash, às terças e quintas feiras, à noite. Informações e inscrições através do telefone (51) 3316 3554 ou do email wirs@ufrgs.br



KERNTECHNIK 67 (2002) 4
Note - Mitteilung

Globalization and Nuclear Energy - Report on the 1st Conference of the recently founded World Institute of Retired Scientists (WIRS), Instituto Mundial dos Cientistas Aposentados, February 17-23, 2002, Canela, RS, Brazil.
Read the report in the journal.
 
 

<<< Back to Research Centre for Global Governance

home / information/ publications / recommended inks / fluidized bed nuclear reactor / wirs
millennium forum declaration / millennium summit declaration / millennium world peace summit
cursos de extensão / disciplina de graduação